O que me faz feliz na vida

Estava pensando sobre as coisas que deixam alegrinha na vida e percebi que a maioria delas é simples, sem grandiosidades. Cheguei a conclusão que aquela frase “as melhores coisas da vida não coisas” faz todo sentido. Lógico que algumas situações delicinhas dessa vida incluem “coisas” mas nada que precise de uma conta bancária de Kim Kardashian (<3) pra se concretizar.

Como é maravilhoso falar do que faz bem, hoje só quero compartilhar o que me deixa hantariana hahaha.

lunettes-coisas-que-me-fazem-feliz

Breves comentários sobre cada item:

– Quem não gosta de comer não é mesmo, migos?

– Amo estar com minha família e meus amigos. Boas companhias fazem a diferença em todos os momentos da nossa vida.

– Sobre rir loucamente: me controlar é difícil! hahahaha

– Ouvir música é uma maravilha. Escutar playlists só com aqueles artistas queridinhos da vida é melhor ainda <3.

– Eu duvido muito da minha capacidade de fazer determinadas coisas. Daí quando consigo fazer aquilo que eu mesma duvidava que conseguiria, é só felicidade no coração!

– Como uma exímia faladeira, adoro/me amarro em boas conversas. E isso não se resume só a papos com conhecidos. Adoro falar sobre assuntos interessantes com desconhecidos em filas de mercado, padaria e afins.

– Dormir é uma das melhores coisas dessa vida! Quando tenho uma noite maravilhosa de sono meus índices de felicidade ficam lá em cima.

– Sempre que posso gosto de ajudar as pessoas. Mesmo que nem sempre role reciprocidade, só o ato de ajudar em si já é o suficiente pra me tirar um sorriso e alegrar o dia.

– Boas leituras: hoje, amanhã e sempre. Ler é altamente inspirador pra mim.

– Se tem uma coisa que eu nunca quero abandonar na vida é essa minha vontade de aprender algo novo. Além de ficar extremamente feliz, fico motivada a evoluir naquilo, é uma delícia. No momento, estou aprendendo a tocar gaita assistindo videoaulas no youtube. #PrayForThamires hahaha

– Graças ao querido Netflix, esse último item tem alegrado ainda mais o meu coração. Como não passar um dia inteiro vendo filminhos e derivados nesse negócio? ❤

– Contei em outro post que adoro comprar em brechós. Mas esses achados que me deixam felizinha também incluem outros pontos como um lugar novo pra comer, um site genial e por aí vai…

Estou pensando em imprimir essa lista e colocar na parede do meu quarto. Assim, naqueles dias em que não estiver muito bem, cumpro algum item pra melhorar a vida. Com essa correria toda que vivemos, as pequenas coisas gostosas acabam sendo deixadas de lado, dando margem pras bad vibes.

Espero que tenham gostado do post! Desafio vocês a criarem uma lista tipo essa pra colocar num lugar em que vejam a bendita todos os dias.

O que deixam vocês felizes?

Beijos

Sobre aproveitar a vida sozinha

Eu era uma pessoa que não gostava de sair sozinha. Ir ao shopping ou a alguma lanchonete desacompanhada era um programa que estava fora de cogitação. Thamires, você tinha medo de andar só por aí? Não. Tudo isso acontecia porque eu imaginava que pra me divertir ou aproveitar determinados passeios eu precisava de alguém a tiracolo.

Hoje em dia, as coisas mudaram bastante. Valorizo muito os momentos em que eu saio sozinha. Bato perna alone no shopping, saio pra comer e fico flanando por um tempinho no local, ando sem rumo pelas ruas do Centro,  vou à exposições… Tudo isso com a companhia mais compreensiva do mundo: a minha.

lunettes-sozinha-1

É maravilhoso fazer o que você quer sem uma segunda opinião. Aproveitar melhor o tempo que a gente tem com a gente mesmo é algo incrível e extremamente enriquecedor. Não estou pregando aqui que você deva abandonar aquela saída cozamigos porque andar só é mais legal. Nada disso! Apenas estou dizendo que saber curtir a vida na própria cia. é aprender a lidar melhor com a vida e até mesmo com os outros.

lunettes-sozinha-2

Eu acredito com firmeza naquela frase de que “é impossível ser feliz sozinho”. Gosto de pessoas, de me relacionar com elas e de compartilhar momentos com as mesmas. Mas aprendi a reconhecer que em determinadas situações ficar só é ótimo e não tem nada de errado ou egoísta nisso.

O que importa de verdade é aproveitar a vida da melhor forma possível. Seja com a própria companhia ou rodeada de amigos que te fazem rir loucamente. Seja feliz! 😉

Beijos

Último post de dois mil e catorze

lunettes-last-post-2014

Pensei em várias maneiras de escrever o tal ‘último post do ano’. Ia fechar com o 7 on 7 de dezembro, mas enfim, acabei fazendo outras coisas e não preparando aquela última publicação de doismilicatorze. Hoje é o penúltimo dia do ano e cá estou eu escrevendo um humilde texto enquanto vejo um filme alemão.

O ano de 2014 foi bem puxado, amigos. Os altos e baixos foram muitos, os forninhos despencaram por várias vezes mas sobrevivi a tudo. Os 363 dias que se passaram me trouxeram pessoas incríveis, momentos marcantes, aprendizados bons e aqueles nem tão bons e que acabaram acontecendo na marra mesmo. Mas assim, só consigo olhar pra trás e dizer que valeu a pena ê ê (cantei Pescador de Ilusões neste momento hahaha).

Ter criado o Lunettes depois de quase um ano sem blogar foi com certeza uma das melhores coisas que fiz no ano. No dia 14 de maio, esse bebê nasceu e me proporcionou muitas alegrias. Confesso que sou uma blogueira relapsa e desorganizada, não posto com tanta frequência e preciso melhorar muito. Estou com vários planos para o blog em 2015, além de postar mais, quero interagir mais com vocês. Não tem nada mais estimulante do que ler um comentário ou email fofo, conversar mais com pessoas que se identificam com o que você faz. Quando leio o que vocês escrevem, aquela vontade de ficar deitada com pepinos nos olhos até some e a inspiração pra escrever vem de imediato (eu ainda não alcancei o estágio pepinos nos olhos, foi só uma expressão aleatória haha).

Adorei ter participado do 7 on 7 das lindas, fotografar é uma das coisas que mais me fazem feliz nessa vida. Queria agradecer às meninas que me acompanharam: Débora, Sarah, Bruna e Suelen, Ingrid e Maissa. Conheci pessoas maravilhosas por causa do blog e isso foi a melhor coisa que aconteceu através dele. Um beijo pras moças Carol e Camila! Por último mas não menos importante, queria agradecer muito à vocês, leitores, que leem esse humilde blog e fazem os comentários mais fofos do mundo. Vocês são muito importantes pra eu continuar com esse projeto no próximo ano.

Acho que é isso, gente. O blog vai ter um pequeno recesso por causa do fim do período, é isso mesmo que leram. Estudo numa universidade que as aulas acontecem em janeiro, mas enfim, não vou nem falar muito sobre esse drama. Além deste motivo, eu vou fazer umas modificações no layout e algumas outras coisinhas, então não pensem que eu abandonei de vez isso aqui, é só uma pausa pra balanço. Enquanto isso, pode me encontrar na página do blog, Twitter, Instagram e Pinterest.

Beijos e que vocês tenham um 2015 maravilhoso e de muitos momentos bons ❤ ❤

Fotografices #3

Estava com saudades de postar minhas singelas fotografias por aqui! Cá estou eu pra mostrar o que fotografei nos últimos dias.

Com a correria das últimas semanas, estava bem difícil tirar a câmera da gaveta e isso me agoniava demais. Outra coisa que me incomoda bastante, é o fato de que eu estou saindo pouco pra fotografar. Adoro tirar fotos ao ar livre, de gente, de paisagem, de tudo o que esteja na rua, em algum parque, enfim, fora dos limites da minha humilde residência (Michel Teló manda beijos procês hahahaha). Mas como não podemos fazer tudo o que desejamos, o jeito é clicar em casa, quando dá e ser feliz da mesma forma.

DSC_0035 (22)

DSC_0044 (20)

DSC_0064

DSC_0083

DSC_0029 (2)

Enfim, fotos simples, sem muita produção nem nada. Fotografei minha primeira câmera, minhas queridas Sempre Vivas (vocês não devem aguentar mais ver as bichinhas por aqui hahaha), aquele domingo chato e chuvoso que melhorou porque passou Amélie na TV, um livro fofinho que comprei (falarei dele em breve) e registrei um momento bobo, aquele em que você olha a hora no celular e pensa no que vai comer (Thamires sendo faminta!).

Estou muito aleatória (mais que o normal) ultimamente, não sei se a falta de tempo ou meu olhar que está ficando mais treinado pra captar as coisinhas minúsculas do dia a dia. Sinceramente, não sei dizer. Espero que tenham curtido as fotografices simples e sem presepadas da vez.

Beijos e boa semana

Sobre o tempo

Saudade do tempo em que as coisas eram para o próximo fim de semana, pro dia 31, ou pra quando você tiver um tempinho livre. Hoje em dia, a gente tem cada vez menos tempo ocioso, tudo tem que ser feito pra agora, pra ontem ou pra anteontem.

Esse imediatismo todo cansa e como cansa! Quando você não consegue acompanhar o ritmo frenético das coisas, rola uma decepção, uma insatisfação consigo, pois não conseguiu cumprir com as exigências do relógio que corre mais rápido do que você quando vê o ônibus parado no ponto.

Em contrapartida, tempo livre é coisa de gente desinteressante. O cool dos nossos dias é mostrar que está atolado de coisas e que por causa delas não vai poder ir com você naquela sorveteria de sempre. Aquelas fotos postadas no Instagram de férias num cenário incrível seja em Londres ou na Bolívia são registros de quem é rico e tem tempo.

DSC_0038 (15)

O que significa ter tempo mesmo? Acho que não tenho tempo pra pensar na resposta. Tempo é dinheiro.

Ter tempo todos nós temos por mais ocupados que estejamos. Como você tem administrado o seu muito ou pouco tempo? Você tem tempo pra montar uma teoria sobre a cor-de-burro-quando-foge do cabelo novo da sua vizinha mas não tem tempo para dar um abraço mais demorado no seu melhor amigo ou dar um simples bom dia pra moça da padaria.

Faça o seu tempo. Queira ter um tempo pra fazer o que gosta, seja pra ouvir aquela playlist com os hits do pagode 1990/2000 ou ler os livros do George Orwell. Seja mais seletivo com as ações que lhe gastam um tempão ou tempinho. Perder tempo com coisas desnecessárias é tão… desnecessário. Ganhe tempo. Pare de mandar mensagens de uma palavra por vez no whatsapp e observe mais o que está a sua volta. Dê tempo às oportunidades que o tempo lhe oferece de tempos em tempos.

~

Vocês devem perceber que não sou muito de publicar textos aleatórios que eu escrevo. Deve ser porque eu não escrevia coisas assim há tempos. Dessa semana pra cá, parece que tomei a pílula da inspiração e estou criando textos do nada, estou escrevendo até dentro do ônibus pra vocês terem uma noção. Acho que de vez em quando vou compartilhar aqui esses devaneios sobre a vida.

Curtiram minha reflexão aleatória sobre o tempo?

Beijos